terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Última Boneca

Mimi nunca tinha estado uma noite longe
dos pais e da mana.
Mas daquela vez teve de ser
e Mimi chorou baixinho....
Aquela operação,
à garganta e ao nariz,
obrigou-a a ficar no hospital!
Na manhã seguinte, bem cedo,
a mamã chegou
com o seu sorriso meigo.
Trazia consigo gelados e
aquela boneca com cabelo,
que Mimi tanto desejara...
Afinal ainda era uma criança,
tinha apenas dez anos
e muitas fantasias de menina...

2 comentários:

Arabica disse...

...que seria de nós meninas sem as bonecas de fazer de conta, sem o sorriso das mães, sem os gelados doces pós operação à garganta?
A minha primeira noite longe de casa foi por minha vontade, também aos 10 anos...e ainda assim, custou tanto a adormecer, mesmo sabendo que no dia seguinte os pais chegariam!

Cordões umbilicais.
Fisicos e de memória a perdurar no tempo.

Um Natal doce, quente, em harmonia, amor e paz para ti e os teus.

Um abraço.

mili disse...

Mãe, é Amor, é dádiva total...